Como fica minha Aposentadoria Especial após a Reforma Previdenciária


14/07/2020 às 09h35
Por Almeida Ribeiro Taddeo Advocacia

A Emenda Constitucional 103/2019, chamada de Reforma da Previdência, trouxe profundas alterações à Aposentadoria Especial, a qual é destinada a trabalhadores que permanecem expostos a agentes químicos, físicos e biológicos, tais como médicos, enfermeiros, mineiros, motoristas, frentistas, técnicos em radiologia, metalúrgicos, soldadores, policiais, dentre muitos outros.


Os requisitos para sua obtenção, atualmente, são IDADE MÍNIMA + TEMPO ESPECIAL. Sendo a regra permanente da seguinte forma:


    55 anos de idade + 15 anos especiais
    58 anos de idade + 20 anos especiais
    60 anos de idade + 25 anos especiais


A comprovação do tempo especial se dará mediante formulário, denominado PPP (Perfil Profissiográfico Previdenciário), em que ficará demonstrada a efetiva exposição do segurado a agentes químicos, físicos e biológicos prejudiciais à saúde. 


Infelizmente, após a Reforma não há mais possibilidade de conversão do período especial, em comum, mediante complementação na Aposentadoria por Tempo de Contribuição. No entanto, os tempos computados até o dia 12/11/2019 – data do início da vigência da Reforma – poderão, ainda, ser convertidos, em benefício do segurado.


O cálculo do valor do benefício também mudou. Agora, considera-se a média de todo o período contributivo do trabalhador, e desta média calcula-se 60% + 2% por ano trabalhado, após 20 anos de trabalho para homens e 15 anos, para mulheres.


Os trabalhadores que já tiverem períodos especiais anteriores à Reforma, poderão se beneficiar das Regras de Transição trazidas pela lei. Além do que, caso o trabalhador tenha adquirido o direito de se aposentar antes do dia 12/11/20, contará com a regra antiga, mais vantajosa.


Para maiores informações, entre em contato com seu advogado previdenciarista de confiança e faça seu planejamento previdenciário.


A.R.T. ADVOCACIA
11 95104-0046

  • Direito Previdenciário
  • Reforma da Previdência
  • Aposentadoria Especial
  • Insalubridade

Almeida Ribeiro Taddeo Advocacia

Advogado - Santo André, SP


Comentários